Filho de Bolsonaro tenta aprovar ´Dia do Orgulho Hetero´ no Rio e associa gays ao HIV

Depois do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) ganhar notabilidade em todo oBrasil por sua cruzada contra uma cartilha que pregava para estudantes a tolerância com homossexuais, batizada pelo próprio de Kit Gay, foi a vez de seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro (PP-RJ)começar a trilhar o mesmo caminho de seu progenitor.

O vereador apresentou um projeto de lei para instituir na cidade do Rio o ´Dia do Orgulho Heterossexual´.

A proposta foi apreciada na Câmara dos Vereadores nesta quinta-feira (15), mas não chegou a entrar em votação. O líder do governo, Adilson Pires (PT-RJ), pediu queBolsonaro apresentasse outra justificativa, já que o texto de sua autoria era considerado homofóbico. No entanto, Pires ressaltou que apoia a criação da data comemorativa.

O trecho mais polêmico do projeto afirma que a expansão dos movimentos por direitos dos homossexuais "coincide com o crescimento assustador de pessoas infectadas pelo vírus HIV a massificação de movimentos homossexuais que buscam a desconstrução da heterossexualidade que, dentre outros efeitos nocivos, geram crianças órfãs cujos pais faleceram em decorrência de AIDS, fato que contribui para o aumento da criminalidade".

0 comentários :

Postar um comentário