Aluno homossexual leva arma de choque para se proteger contra bullying na escola


Um estudante de 17 anos, que é gay assumido, foi suspenso da Escola Técnica de Arsenal, em Indianápolis (EUA), por ir à aula portando uma arma de choque. O garoto foi encorajado pela mãe logo depois de contar que sofria bullying.

De acordo com a mãe do garoto, mesmo depois que seu filho contou que era ofendido por outros alunos, a escola não tomou nenhuma providência para protegê-lo.

"Eu não promovo a violência, de forma alguma, mas o que mais poderia fazer uma mãe quando o filho é ameaçado na escola? Eu senti que não havia outra coisa a fazer", declarou a mãe.

Segundo o estudante, ele foi cercado por um grupo de seis alunos que o insultaram. Para se defender, ele apontou a arma pra cima e deu uma descarga elétrica, que não chegou a ferir ninguém.

O caso ainda está sendo investigado. No entanto, nenhum dos alunos que teriam ofendido o estudante foi punido.

0 comentários :

Postar um comentário