Ex-segurança de Michael Jackson faz revelações sobre o astro


Um ex-segurança do cantor Michael Jackson fez revelações ao jornal britânico “The Sun” que causaram polêmica. Matt Fiddes afirmou que ele era uma espécie de confidente de Michael.

Entre as particularidades do cantor, Matt contou que o astro pop desprezava tanto a cantora Madonna ao ponto de ter uma cobra de estimação com o nome da rainha do pop.

Outra revelação foi o fato de que, ao se tornar um simpatizante do nazismo, o cantor fez um boneco de vudu para o cineasta Steven Spielberg. Além disso, ele também teria ficado enfurecido ao ser impedido de comprar uma cadeira do parlamento britânico para usar como trono.

Em 2005, o artista estaria tão paranóico que chegou a impedir que a família entrasse na sua casa. Ele teria, inclusive, ordenado que o irmão Randy fosse morto depois que tentou furar a segurança para falar com ele. Para botar mais lenha na fogueira, o ex-funcionário disse que o rei do pop era obcecado por ficar “branco como leite” e era dono de uma vasta coleção de pornografia.

Matt Fiddes justificou que precisava fazer tais revelações para tirar um peso do peito.

0 comentários :

Postar um comentário