Homossexual palestino pede asilo a Israel por temer ser morto


Um homossexual palestino, que há uma década reside ilegalmente em Israel e corre o risco de ser expulso do país, pediu aoSupremo Tribunal que lhe conceda asilopor temer ser assassinado devido a suaorientação sexual se retornar àCisjordânia.

palestino, um muçulmano original de Nablus, no norte da Cisjordânia, recorreu à corte suprema depois de o Ministério do Interior israelense ter rejeitado sua solicitação para obter residência legal.

rejeição de seu pedido o deixou em uma situação de irregularidade e sob o riscode ser deportado ao território palestino ocupado a qualquer momento. O solicitante assegura que se for deportado sua vida correrá risco, e afirma já ter sido detido e agredido pela polícia palestina por ser gay.

palestino também relata a ruptura de seus laços familiares, após ser deserdado e expulso de Nablus por seus pais, que consideram seu homossexualismo uma mancha à honra da família.

O homem alega ainda que tem uma relação formal de dez anos com um israelense, com o qual convive e tem assinado um acordo de convivência.

0 comentários :

Postar um comentário