Ativistas LGBT participam de ato contra visita de Ahmadinejad na Rio+20

Cerca de 3 mil manifestantes gays, judeus e demais defensores dos direitos humanos realizaram um protesto no último domingo na praia de Ipanema, na zona sul do município Rio de Janeiro. Organizado pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, o Ato Intolerância Não Se Sustenta pediu o olhar dos membros daONU, que estão na Rio+20, para a intolerância que predomina em determinados países.

Os manifestantes iniciaram a caminhada por volta das 11h, com faixas e cartazes. Eles foram acompanhados pelos percussionistas do grupo Afro Reggae e criticaram aintolerância religiosadesrespeitos aos direitos humanos e a homofobia.

Rio+20Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável,conta com a representação de todos os países membros da ONU, incluindo o presidente do IrãMahmoud Ahmadinejad que chega nessa quarta ao Brasil.

Durante o ato, uma vereadora do PSDB, Teresa Bergher, apareceu para dizer que, na próxima terça-feira proporá à Câmara Municipal do Rio de Janeiro que declare Ahmadinejad "persona non grata" no Rio. Já a presidente Dilma Rousseff deixou para a última hora a decisão de se encontrar a sós com Ahmadinejad.

0 comentários :

Postar um comentário