Parada de SP desmente dados da Folha com dados do Guinness

Associação da Parada do Orgulho LGBTde São Paulo (APOGLBT) divulgou comunicado que contesta os números apresentados pelo instituto Datafolha e desmente matéria publicada pelo jornal “Folha de S.Paulo” a respeito do público do evento realizado domingo 10 na capital paulista.

A reportagem do jornal dizia que “pela primeira vez na história, a manifestação teve uma medição de público com caráter científico” apontando a soma de 270 mil pessoas no evento.

APOGLBT lembra que representantes do Livro Guinness dos Recordes, com sede em Londres, estiveram em São Paulo em 2006 e atestaram que 2,5 milhões de pessoas participaram daquela edição, tornando o evento o maior do mundo. Ou seja, a Folha ignorou uma das instituições mais prestigiadas do mundo.

A associação também questiona a área do evento que foi analisada pelo Datafolha. Apesar deste ano a APOGLBT não ter feito nenhuma contagem de público, entre 2008 a 2010, a entidade também realizou o cálculo através de método científico com base na engenharia hidráulica, usado pelo instituto.

No entanto, a Folha divulgou que a área analisada foi do número 1.578 da Avenida Paulista até a Praça Roosevelt, enquanto que a entidade somou toda a extensão da avenida e mais ruas adjacentes, como Vergueiro e Avenida Ipiranga, que concentram um grande fluxo de participantes indo ou voltando do evento e ignoradas pelo instituto.

0 comentários :

Postar um comentário