Entidade anti-gays afirma que massacre no Colorado foi causado por igrejas que aceitam gays

O diretor American Family Association apresentou como culpados do massacre no Colorado, em que morreram doze pessoas e ficaram feridas outras 58, as igrejas tradicionais que apoiam os homossexuais.

Além das igrejas, Jackson também culpou os liberais em geral, assim como a internetos filmes sobre o acontecido, tudo numa entrevista difundida pela rádio da própria AFA.

Na entrevista Fred Jackson começa por alegar que os "padrões de comunidade" nos EUA refletiam os princípios bíblicos. Depois defende que nos últimos 40 anos uma série de situações "parecem ter se conjugado para levar a situações destas". E quais as situações citadas: filmes de Hollywood, as "internets", com tendências liberais, os políticos, e até algumas igrejas que "estão a abandonar a autoridade das Escritoras e a perder o medo de Deus", esclarecendo mais à frente que são igrejas que "pregam que Deus está bem com a homossexualidade".

E conclui: "Estamos vendo o seu julgamento. Algumas pessoas dizem que ´o julgamento de Deus deve está chegando, estamos a testemunhá-lo".

Também os promotores do infame "God Hates Fags" já vieram esclarecer via Twitter que os trágicos acontecimentos do Colorado são "Resultado DIRETO da nojenta parada gay no Colorado", a marcha aconteceu no mês passado.

Entretanto as autoridades continuam a investigar o massacre e novas pistas sugerem "meses de preparação" para o ataque, realizado por James HolmesHolmes, abriu fogo numa sala de cinema lotada para a estreia do filme "The Dark Knight Rises" na madrugada de sexta-feira. Foi detido pouco depois num parque de estacionamento junto ao cinema com várias armas de fogo. Os investigadores concluiram que ele comprou pelo menos 6000 munições online. Também armadilhou o seu apartamento com múltiplos dispositivos explosivos e incendiários que demoraram dois dias a serem removidos.

0 comentários :

Postar um comentário