Governo da Índia compra cartas que podem indicar homossexualidade de Gandhi

governo da Índia desembolsou US$ 1,28 milhão para obter um arquivo de correspondências trocadas entre o líder Mahatma Gandhi e seu amigo Hermann Kallenbach. O acervo contém cartas que podem indicar se Gandhi teve ou não um amante do mesmo sexo.

No ano passado, a biografia Mahatma Gandhi e Sua Luta com a Índia, escrita porJoseph Lelyveld, incluiu passagens que alguns leitores interpretaram como sugestões de que Gandhi e Kallenbach, um arquiteto judeu alemão que se tornou próximo dele durante o período em que os dois moraram na África do Sul, eram mais do que amigos - o que irritou muitos indianos, incluindo políticos e parentes do líder.

O livro chegou a ser proibido no estado natal de GandhiGujarat, já que a sugestão de que o pai da pátria pudesse ser gay, algo que Lelyveld nega, é considerada umablasfêmia.

O arquivo, cujo significado vai além do relacionamento pessoal entre os dois, inclui cerca de 1 mil cartas, documentos e telegramas trocados por eles entre 1905 e 1945, assim como presentes que Gandhi deu a Kallenbach. O acervo, que pertencia aKallenbach e cuja maior parte não foi publicada, foi colocado à venda pela sobrinha-neta do arquiteto.

0 comentários :

Postar um comentário