[Romances da Mari Veiga] - O que é o amor? Cap 11

E aí meninas? Como vão? Preparadas para saber o que aconteceu depois da noite mágica de Carol e Andreia? Então simbora!! 

E lembrando, que pra quem quiser, tem historia rolando no meu blog hein!
Histórias Para Meninas


E só para não perder o costume..pra quem quiser me achar (ou fazer perguntas) é simples:
@MariCVeiga
facebook.com/MariCVeiga
ask.fm/MariCVeiga 


Vida real bate a porta...


E fizeram o amor mais gostoso que ambas já tinham feito. Explodiram em sussurros, declarações e emoções. O dia estava perto de acabar, mas a vida das duas, estava tendo um novo comeco. 

O fim de semana tinha terminado melhor do que começado, mas a vida precisava seguir e o mundo real bateu a porta na segunda de manhã. Andreia tinha esquecido os projetos atrasados que ela tinha prometido tentar atualizar no fim de semana e Carol não estava afim de voltar para sua vidinha de vendedora de loja. Pela primeira vez, teve vontade de ter um emprego de verdade. Mas essa vontade sempre passa, pelo menos no caso dela.

Andreia deu carona para Carol e a deixou na porta do shopping, se despediram com um beijo quente, de quase deixar o vidro do carro embaçado. Prometeram se falar no almoço, na folga de Carol e em todos os outros momentos que fosse possível. Estavam curtindo aqueles 3 primeiros meses de paixão, fogo e dependencia que todo casal tem. Porque seria diferente com elas?

Andreia pegou o caminho para o escritório, abriu os vidros do carro, aumentou o som e foi cantando pelo transito da cidade. Nem parecia que era segunda feira. Mas para ela, realmente não parecia. Ouviu o celular tocar uma mensagem dentro da bolsa, achou que fosse besteira e decidiu esperar chegar para ver. Depois de estacionar, dar bom dia a todos os seguranças que passou, viu o nome de Carol na tela e leu a mensagem rápida: "Tenha um bom dia, minha namorada." Aquela palavra a deixava tensa e causava frio na barriga. Mas também a deixava feliz, e no final das contas a mulher super forte e destruidora de coracoes que Carol parecia, estava se mostrando uma eterna romantica. Andreia ainda nao sabia se isso era bom ou ruim.

Paulete iria almoçar com a amiga, queria comprovar que ela estava viva depois de ter sumido durante todo o fim de semana. Carol, por sua vez, chamou a irmã, Dani para almoçar com ela no shopping, queria contar a novidade, precisava dividir a felicidade antes que explodisse, era estranho e bom ao mesmo tempo sentir isso tudo! Estava curtindo a nova sensação.

A manhã passou voando, não se falaram, afinal de contas Andreia era a pessoa mais responsável do mundo no trabalho e Carol não podia ficar com o celular na loja.

Chegou a hora do almoço, o celular de Andreia apitava sem parar, era Paulete, sendo Paulete e a pentelhando até ela descer e a encontrar no restaurante de saladas que tinha embaixo. Toda segunda, Paulete começava uma nova dieta.

Enquanto isso, Carol já adiantava o pedido em um dos restaurantes da praça de alimentação, sua irmã estava chegando, as duas tinham hora de almoço contadas, o papo iria ser rápido.

"E aí sumida? Está viva?" Por incrível que pareça, as duas ouviram a mesma coisa no inicio da conversa.

"Da onde vem essa felicidade toda?" - Dani, a irmã de Carol, ainda não sabia nada sobre Andreia e escutou a irmã contando, com brilho nos olhos, tudo que já tinha acontecido, desde o início, até mesmo o incidente com Dinha.

"Ué, e aquele papo de que 'era tudo diversão?'" - Paulete não tinha entendido a súbita mudança no status de relacionamento da melhor amiga. Mas viu que ela estava feliz, e isso podia ser bom, mas como melhor amiga, ela tinha o direito de falar o que achava que devia ser dito.

"Amiga, você sabe que eu te amo e quero te ver feliz, mas essa menina não é nova demais pra você?" - Paulete precisava jogar um balde de água fria em Andreia, antes que fosse tarde demais.

"Caca, será que você não está indo rápido demais não? Nem conhece essa mulher ainda?" - Dani, como irmã, se sentia no dever de alertar e cuidar de um dos tesouros da sua vida.

"Só não quero te ver chorando novamente, toma cuidado, por favor" - Paulete e Dani pareciam ter combinado o discurso.

O almoço acabou para as duas, Andreia então no caminho para o escritório mandou uma mensagem para Carol: Acabei de almoçar, Ca, to voltando pro trabalho! Se cuida e boa tarde pra você aí! Beijos lindinha!

Uma mensagem que deixava claro que Andreia não tinha esquecido dela, mas sem nada demais. Carol respondeu no mesmo nível: Estou voltando para a loja também! Trabalha direitinho linda! ;)

E assim um banho de água gelada tinha inaugurado a semana das duas.



0 comentários :

Postar um comentário