Jornalista senegalês foi a prisão por ser homossexual

Um conhecido jornalista senegalês foi condenado a quatro anos de prisão poratos homossexuais, isto depois de teresfaqueado o companheiro.

O advogado do jornalista já disse que vai recorrer da sentença, enquanto o réu disse estar surpreso que num estado de direito seja condenado por atos homossexuais.

Mas a surpresa da "justiça" senegaleza não se fica por aqui: o homem que foi alvo do esfaqueamento foi também condenado a dois anos de cadeia pelo mesmo "crime".

Este é um panorama normal no continente africano com leis herdadas dos tempos de colonização e reforçadas hoje em dia por fundamentalistas cristãos.

A excepção legal é a África do Sul, onde mesmo assim, ainda há relatos frequentes de violência por razão da orientação sexual ou identidade de gênero.

0 comentários :

Postar um comentário