Dana White afasta polêmica com homossexuais e exalta atleta gay do UFC

Dana White elogiou a postura da estreante Liz Carmouche, a favor do casamento gay. O presidente do UFC, Dana White, já foi acusado de homofobia por conta de um ataque aos gays em um vídeo postado há três anos. Mas agora o chefão do Ultimate faz de tudo para se desvincular do rótulo com uma série de elogios à recém-contratada Liz Carmouche, ex-fuzileira naval que é a primeira lutadora assumidamente homossexual da história da franquia.

Adoro o que ela fez. Sei que tenho uma grande persona "homofóbica", que as pessoas acham que sou homofóbico. É a coisa mais distante disso”, ponderou Dana White.

Acho que é ridículo que seja 2013 e o governo diz a duas pessoas que elas não podem se casar. Quem é o governo para dizer às pessoas que duas pessoas que se amam não podem se casar? É ridículo”, afirmou Dana White, lembrando que a atleta de 28 anos faz campanha a favor do casamento gay nos Estados Unidos.

Além de ser a primeira atleta abertamente homossexual, Liz Carmouche será responsável por um dos marcos mais importantes do UFC. No dia 23 de fevereiro, ela protagonizará o primeiro combate entre mulheres no Ultimate contra a musa judoca Ronda Rousey.

Eu a aplaudo por ter se revelado e por ela ser a primeira [gay no UFC]. Bom para ela. Espero que mais o façam. Não me incomoda nem um pouco. Não deveria incomodar mais ninguém também”, destacou o presidente do Ultimate.

Existem muitos atletas gays por ai, atletas e atrizes. É preciso ser uma pessoa corajosa para sair e admitir isso porque as pessoas sempre ficam com medo de como isso irá afetar suas carreiras depois”, completou Dana White.

Marcado para o dia 23 de fevereiro, em Anaheim, o UFC 157 terá a disputa do cinturão dos galos feminino entre Ronda Rousey e Liz Carmouche. O evento também contará com o aguardado duelo entre o veterano Dan Henderson contra o carateca Lyoto Machida.

0 comentários :

Postar um comentário