[Romances da Mari Veiga] - As histórias de Má - Cap 2

Boa noooooite Bial!! 
rsrsrsrs.. brincadeirinha!! 

Tudo bem mulherada?? Voltaaaamos!! E com capítulo novo com mais histórias da Má!!
E pra quem ainda não entendeu, a Má é uma personagem tábom? Não sou eu! Ela só é um fruto da minha imaginação! E espero que vocês gostem! ;)

Recadinhos de sempre!

Quem quiser ler mais do que eu escrevo, passa lá no meu blog, o HPM, quem quiser me seguir no Twitter, é só me procurar, @MariCVeiga e no Facebook também! Ahhh, e quem quiser bater papo, tem o Kik: MariCVeiga também! ;)


Primeira confusão...


Olá meninas! Voltei! Má para vocês!

Então, fiquei pensando no que eu contaria hoje já que semana passada contei onde tudo tinha começado e tudo mais, aí lembrei de uma das historias mais engraçadas da minha vida! Tudo começou no inicio dessa minha vida de ser Má na internet. Minha mãe achava que eu ficava no computador o dia todo estudando ou aprendendo sobre outras coisas, tadinha, não deixava de ser verdade, mas não era bem o que ela achava que eu aprendia. Enfim…

Em uma madrugada dessas, comecei a bater papo com uma menina que conheci na internet, rapidamente, trocamos MSN e ficamos conversando mais tempo ainda! As madrugadas não serviam mais para dormir, e assim passou umas duas semanas, e em algum momento eu comecei a pensar que estava realmente me apaixonando por ela! Pelo menos parecia que eu não conseguia mais passar um dia inteiro sem falar com ela!! 

Na sexta feira dei a ideia de nos encontrarmos…apesar da demora na resposta, ela aceitou! Fiquei maluca de felicidade! Ia ser a primeira menina que eu ia ter algo depois da Didi e isso era uma grande coisa. Naquela noite mandei uma mensagem pra Didi contando tudo e ela me deu um super apoio, até me indicou um barzinho legal, que não era gay e era barato, assim poderíamos nos encontrar tranquilamente sem muita gente tomando conta. Falei com a menina e combinamos! Era em Copa, sábado, as 18:30 porque eu não podia voltar muito tarde!

Como já tinhamos nos visto pela camera do computador, achei que nao ia ser muito dificil identifica-la. Cheguei uns 20 minutos atrasados porque o transito nessa cidade é horrível as vezes!! Olhei de longe e vi uma menina sentada sozinha, era ela! Meu coração acelerava muito e eu não sabia bem como chegar na mesa e falar "Oi", tinha medo dela sair correndo! Ela estava com um short jeans, não muito curto, uma camiseta justinha e uma blusinha social por cima, bem bonitinha até!

Fui me aproximando e antes de chegar na mesa ela me viu. Deu mó sorrisão quando me reconheceu, nossa, eu amei isso! Aí acho que perdi a vergonha e fui pra mesa, dei dois beijinhos nela e sentei de frente, do outro lado, aí ela começou a falar:

"E aí, Má, vou saber o resto do seu nome?"
"Não tem resto! É só isso mesmo!" - eu ainda não queria me desfazer do meu personagem, era mais seguro assim!

Então, papo vai, papo vem, pedimos uma batata frita e um hamburguer cada uma, rimos bastante, ela era uma simpatia! Quando do nada escuto aquele "Aninhaaaaa" atrás de mim! QUASE CONGELEI!! Virei a cabeça e eram umas amigas que moram perto de mim, fiquei muito tensa, não sabia o que fazer! Levantei e fui correndo até elas, cumprimentei todas e falei que a menina era uma amiga de colégio só, nem apresentei também! Enrolei as meninas e elas finalmente foram embora, quando voltei pra mesa, minha amiga logo brincou né?

"Aninha, já descobri mais alguma coisa!"
"Pois é! Agora você já sabe meu outro apelido" - nessa hora eu fiquei feliz porque ela não perguntou mais nada, até porque, depois eu descobri que ela também vivia meio que escondida! Os pais não sabiam, nem os amigos e na internet era onde ela se assumia mesmo! Igual a mim! 

Ela é uma fofa, até hoje minha amiga! Naquele dia, nós ficamos, mas ela tem um caso mal resolvido, e de problemas, já bastam os meus né, preferi ficar na amizade! E valeu a pena! Ah sim, as tais amigas me perguntaram ainda, um bom tempo sobre a tal amiga misteriosa! Tive que rebolar bastante pra fazer elas esquecerem dela! Desde então só marco encontros beeeeeeeeem longe, para não correr nenhum risco! 

0 comentários :

Postar um comentário