Restaurante é acusado de lésbofobia ao negar promoção a casal em São Paulo

Estudantes dizem que desconto para casais em rodízio lhes foi negado. Estabelecimento em Ribeirão Preto nega preconceito e alega mal-entendido.


Um casal lésbico foi vítima de discriminação em um restaurante de comida japonesa em Ribeirão Preto (SP). Segundo as jovens, um garçom, que se apresentou como gerente do estabelecimento, negou a elas a promoção de um rodízio oferecido para casais e, de forma constrangedora, explicou que o desconto só valia para um casal formado por um homem e por uma mulher.

Ainda de acordo com as vítimas, o funcionário chegou a usar frascos de molho shoyu – um normal e outro light – para explicar que eram diferentes e que por isso seriam um casal.

"Não nos considerar como casal é uma desconstrução para a gente. Isso nos afeta e nos constrange. Nós temos uma história" diz Caroline Carvalho.

O caso foi registrado na Polícia Civil como constrangimento ilegal e denunciado à Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual, da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania.

O advogado do restaurante Shogá Japanese Food, Gustavo Defina, diz que houve um mal-entendido sobre a promoção. Segundo Defina, o estabelecimento sempre esteve aberto a todos os clientes, independente da orientação sexual de cada um.

Em nota divulgada no perfil no Facebook, o restaurante pediu desculpas ao casal envolvido e àqueles que se sentiram ofendidos com o fato, porque “errou ao realizar uma promoção que deu margem a interpretações homofóbicas e constrangedoras aos clientes e amigos”.

*Com informações da EPTV

0 comentários :

Postar um comentário